Liderança se Conquista

Compartilhe:

 

Steve Jobs palestrando
Steve Jobs palestrando

O que é ser Líder ?

Liderança se conquista com Oratória? Primeiramente, é muito discutível o que é “ser  Líder”. Mas, entre todas as classificações e atributos possíveis, é impossível imaginar um(a) Líder que não saiba se comunicar.

Pois é da própria essência da liderança influenciar pessoas e, sem comunicação, isso torna-se uma tarefa quase impossível.

Porém, mesmo com todos os atributos possíveis, quantas pessoas conhecemos, talentosíssimas, que não recebem o devido reconhecimento? Injustiça, azar ou falta de iniciativa?

 

montanha escalar
É preciso escalar para chegar ao topo

E como se tornar Líder?

Ao longo da história podemos observar muitos tipos lideranças mundiais e, apenas para começar a exemplificar, vamos comentar o campo da política.

Falaremos sobre o mundo corporativo mais adiante.

Geralmente, na política, vemos que boa parte das lideranças surgiram do cruzamento entre uma grande capacidade e uma grande oportunidade.

Ou seja, uma pessoa iluminada e talentosa (ou estudiosa, que tenha realizado diversos cursos) “cruzou o caminho” da história e aproveitou a oportunidade.

 

porta da oportunidade
A porta da oportunidade

Em busca da oportunidade x o “Líder Natural”

Mas o retratado acima é o que chamamos de “Líder Natural”. Onde por “natural”, entendemos que os FATOS impulsionaram alguém a ser líder. Mas e se “a história” não ajudar? E se desejarmos assumir a liderança, “com ou sem história”?

Obviamente, uma liderança que tenha Oratória, Carisma, Empatia, e acima de tudo INICIATIVA, não irá “esperar pela história”. Buscará para si o papel de protagonista, enquanto todos os demais cruzam os braços.

 

Basta ter Oratória ou Profundo conhecimento?

Claro, oratória e conhecimento do que se fala são fundamentais. Mas peguemos um exemplo conhecido: A Apple.

 

Tim Cook, CEO da Apple
Tim Cook, CEO da Apple

Lembra-se de Tim?

Hoje, alguns conhecem Tim Cook, mas ele somente “apareceu” após a morte de Steve Jobs, que ofuscava a todos com sua capacidade de liderar.

A liderança que Tim Cook possuí é boa sim, sua capacidade de conquista através da Oratória, também. E ele faz ótimas apresentações de seus produtos.

Mas Jobs foi além

Por outro lado, a capacidade de comunicação de Steve Jobs era algo brilhante. Certamente deve ter realizado alguns cursos de oratória para se aprimorar ao longo da carreira.

Mas, além disso, sua OUSADIA, CORAGEM, INICIATIVA e CONFIABILIDADE o fizeram saltar aos olhos do mundo.

Portanto, ALÉM da Oratória, Steve Jobs possuía outras características que o fizeram se destacar, fazendo com que tivesse AUTORIDADE ao falar.

 

John Kennedy
John Kennedy discursando

E a tal Liderança com  “Autoridade” ? Se conquista com Oratória?

Sim, ter oratória é o MÍNIMO OBRIGATÓRIO. Pois é impossível ser um líder sem saber conduzir bem uma palestra, apresentação ou discurso. Não há como.

Porém, FALAR EM PÚBLICO COM AUTORIDADE, é algo diferente, podemos concluir.

Para conquistar autoridade, deve-se ter uma postura de liderança, que pode ser demonstrada por meio de vários atos.

Vamos ver uma tabela comparativa entre um líder que constrói autoridade e a “pessoa comum”, num ambiente corporativo:

 

 

SituaçãoPessoa ComumLíder
Comete um erroJoga a culpa em alguém (gerando inimigos) ou inventa uma desculpaAssume o erro, de preferência ANTES que alguém note,  se desculpa e se predispõe a repará-lo
Fofoca sobre colegasParticipa da fofoca e a espalha, conseguindo a imagem de “pouco confiável” (quem fofoca de um, fofoca de todos)Evita participar e deixa claro que não gosta de difamar pessoas.
Encontra um erro
Desmoraliza a pessoa que cometeu o erro em público, “conquistando” um inimigo.Se for um erro reparável, chama a pessoa de lado, e tenta auxiliá-la para corrigir. Se for algo que traz prejuízos à empresa (e estiver sendo escondido), reporta o mesmo à pessoa responsável.
Colega tem boa ideia em reunião
Tenta ‘derrubar’ o colega ou sabotar a ideia, achando mil erros.Apoia a elogia o colega, tentando, se possível, encontrar meios de aperfeiçoar a ideia.
Um desafio surge
Joga a “bomba” no colo de alguém, ou tenta achar uma solução “previsível”, “conhecida” e “sem riscos”.Assume o desafio, procurando achar soluções “fora da caixinha”, além das “soluções padrão”, dando opções de escolha para a empresa.

 

Isso é tudo?

Acima de tudo, seria necessário um Curso de Oratória e Liderança completo para retratar aqui as principais situações possíveis, mas se pudermos reunir numa palavra o processo de “construção de autoridade moral”, essa seria “confiança”.

Então pergunte-se sempre ANTES de agir: será que meu comportamento me tornará digno(a) de confiança? Se a resposta for não, mude seu comportamento.

 

Conclusão

Sim, liderança se conquista com boa oratória. Porém, esse é apenas um “ingrediente básico” da receita.

Em outras palavras, é impossível ter reconhecimento de Líder, enquanto se cultua inimigos ou nossa imagem passa pouca confiança e, portanto, pouca autoridade.

Saber se comunica é básico. Fazer um curso de oratória é essencial. Mas saber construir Autoridade será sempre  a chave para se atingir o reconhecimento como líder.

 

Dicas para falar bem

 

Curso de Oratória Persuasiva e Liderança em São Paulo